TÓPICOS

Madrid já ultrapassa o limite de poluição atmosférica permitido para 2015

Madrid já ultrapassa o limite de poluição atmosférica permitido para 2015


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Madrid sofre há semanas o que é popularmente conhecido como “nitrogênio”: altas concentrações de dióxido de nitrogênio, NO2, um poluente que vem principalmente dos escapes dos veículos a diesel que circulam em Madri e sua área metropolitana, e que causa sérias problemas de saúde.

A legislação atual sobre qualidade do ar estabelece o Valor Limite Horário para a poluição por dióxido de nitrogênio em 200 microgramas deste poluente por metro cúbico de ar, valor que não deve ser ultrapassado por mais de 18 horas ao longo do ano. Pois bem, só durante os primeiros quatro dias do ano já existe uma estação, Barrio del Pilar, que já ultrapassou este valor limite horário em 19 vezes, estando acima do máximo permitido num registo desastroso para a saúde da população.

Outras emissoras também registraram algumas melhorias em relação ao pouco que estivemos neste ano. É o caso de Sanchinarro, com 11 ultrapassagens de tempo; Ensanche de Vallecas, com 10; Plaza Elíptica (Fernández Ladreda), também com 10, etc.

Como assinalou Ecologistas en Acción, não se trata de uma situação imprevisível ou fortuita. Ao longo de todo o mês de dezembro passado, Madrid tem registado fortes episódios de poluição por dióxido de azoto. Ecologistas em Ação apresentarão na próxima semana um balanço da poluição em Madrid ao longo de 2014, mas pode-se antecipar que durante o mês de dezembro não foram registrados menos de 94 ultrapassagens do valor limite horário de NO2, afetando 12 estações da rede municipal medição de poluição.

Tudo isto sem que a administração municipal em momento algum tenha activado o seu novo protocolo face aos picos de poluição, o que indica que foi um gesto em direção à galeria e que não existe intenção de o aplicar. Ecologistas em Ação pergunta repetidamente: o que precisa acontecer para que medidas eficazes sejam implementadas para reduzir a má qualidade do ar? O que eles esperam para informar a população para que não se exponham a essa contaminação mais do que o necessário?

São estes e outros motivos que levaram a entidade a apresentar queixa-crime contra a autarca de Madrid, Ana Botella, no dia 23 de Dezembro, por não ter tomado as medidas necessárias para evitar esta violação contínua e persistente da legislação sobre a qualidade do ar.

Ecologistas en Acción lamenta profundamente que, junto a grandes dosis de ilusión y unos cuantos caramelos, los niños y niñas que asistan a las cabalgatas reciban otro regalo tremendamente perjudicial para su desarrollo: un aire fuertemente contaminado, sin que ni tan siquiera se haya advertido a seus pais.

Ecologistas em ação


Vídeo: Poluição Atmosférica (Junho 2022).