NOTÍCIA

Mais cerâmica, menos plástico: o movimento artesanal que vai mudar o mundo

Mais cerâmica, menos plástico: o movimento artesanal que vai mudar o mundo


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O plástico está invadindo o planeta e danificando seriamente os ecossistemas. Diante dessa situação, surge o movimento artesanal "Mais argila, menos plástico“Que procura voltar ao uso da cerâmica, um material que, mais uma vez, pode mudar o mundo.

O movimento surge na Itália e busca conscientizar sobre as alternativas existentes ao plástico, utilizando ferramentas feitas de materiais naturais, principalmente argila.

O campo de ação do projeto “Mais argila, menos plástico” são algumas instalações dedicadas à arte, oficinas escolares e no esforço de um grupo muito ativo no Facebook que incentiva as pessoas a escolherem a cerâmica em vez do plástico para os utensílios da cozinha.

A oleira Lauren Moreira é a responsável pela iniciativa, embora o movimento já tenha representantes que apóiam essa causa em 18 países diferentes como Porto Rico, Suécia, Espanha, Equador, Croácia, Estados Unidos, Taiwan ... Seu símbolo é o coador de argila, um ferramenta essencial em qualquer cozinha italiana.

Venho de Belém, no estado do Pará, na Amazônia brasileira. Foi aí que começou a minha paixão pelo barro, favorecida pela visão das panelas das tribos indígenas presentes nos museus locais, que aprendi a apreciar desde cedo.“Recorda Moreira. Sua cruzada contra a poluição, entretanto, veio muito mais tarde; Especificamente, em 2013, quando, numa visita ao seu país - agora vive em Frisanco, na Itália - viu as praias que costumava frequentar quando criança cobertas de lixo plástico.

O mais notável das cerâmicas é que, além do tempo que duram na nossa cozinha, não vão prejudicar o ambiente se as peças forem feitas com esmaltes sem chumbo. Comprar cerâmica também é uma ótima maneira de apoiar os artesãos locais.

Não só a campanha pela redução do plástico é importante para esse movimento, a cerâmica também é a história de muitas culturas. "Os potes foram os primeiros artesanatos desenvolvidos pela humanidade; a cerâmica tem raízes em cada uma das civilizações. E, acima de tudo, não importa quanto tempo dura um fragmento de cerâmica; nunca irá prejudicar o meio ambiente“, Comenta Moreira. "Mas o que é mais importante para More Clay Less Plastic é a relação entre a cerâmica e os alimentos. Estamos tentando fazer as pessoas usarem objetos 'reais' novamente, já que a maioria dos piores plásticos são os descartáveis ​​que acompanham a indústria alimentícia“.

Acreditamos no artesanato como um meio de retornar a uma dimensão mais humana, pois os objetos artesanais não são apenas 'coisas', eles contêm histórias antigas e conhecimentos dentro“, Diz Moreira, algo que se enquadra muito bem no atual retorno ao vernáculo que vivemos na decoração. "Ao substituir um utensílio de plástico por um de cerâmica, podemos todos fazer parte de uma grande revolução“, Finaliza a artista.

Com informações de:
https://rolloid.net/
https://www.revistaad.es/


Vídeo: Live 020620. Customizando Garrafa Térmica. Mayumi Takushi. Decoupage. OPA CRIANDO ARTE (Junho 2022).


Comentários:

  1. Shaundre

    Você está errado. Eu posso provar. Escreva para mim em PM.

  2. Aiston

    Explique por que isso é exclusivamente assim? Eu duvido porque não esclarecer esta revisão.

  3. Matson

    Na minha opinião, você admite o erro. Eu posso provar.

  4. Elwold

    Nos últimos anos, eu estava em Ibiza, então lá conheci uma pessoa cujo estilo de apresentar material é muito semelhante ao seu. Mas, infelizmente, essa pessoa está muito longe da Internet.



Escreve uma mensagem